PGR | Michel Temer e Parente são denunciados pelo PT!

07/06/2018 20:10

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Motivo é o alto preço dos combustíveis

Você verá nesta matéria:

  1. Informes sobre política de preços da Petrobrás que gerou pedido de investigação
  2. Pedido de investigação também sobre as razões das mudanças no estatuto dessa empresa
  3. Nomes dos parlamentares que fizeram as denúncias

POLÍTICA | Membros da bancada do PT na Câmara Federal protocolaram na quinta-feira, 7, na Procuradoria Geral da República (PGR), pedido de abertura de inquérito contra Michel Temer e o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

A representação elenca como justificativa a política de preços de combustíveis de Pedro Parente, que levou o Brasil ao caos nas últimas semanas e deixou prejuízos de mais de R$ 75 bilhões em diversos setores da economia.

O documento também pede investigação da PGR sobre a mudança do estatuto da Petrobras que responsabiliza o governo federal por eventual prejuízo da empresa e a política de ociosidade das refinarias brasileiras que viabiliza a importação de óleo diesel de outros países, prejudicando o povo brasileiro, a Petrobrás, a União e os estados, com impactos recessivos e na arrecadação. (Continua, após o anúncio).

"Enquanto o acordo feito pelos Representados [Michel Temer e Pedro Parente] com os caminhoneiros vai custar R$ 10 BILHÕES que sairão do bolso do povo brasileiro para baixar R$ 0,46 centavos do diesel, poderíamos baixar o diesel instantaneamente em R$ 0,38 centavos sem gastar nada, e ainda gerando empregos!", diz o pedido à PGR.

A representação é assinada pelo líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, e pelos deputados Henrique Fontana, Wadih Damous, Carlos Zarattini e Patrus Ananias.

Fonte: Brasil 247

Mais recentes sobre política: