Mourão sabota Bolsonaro e apoia é o Alckmin, diz analista! Leia e compartilhe...

29/09/2018 13:16

"Que candidato, em sã consciência, a menos de 10 dias das eleições, iria declarar pela mídia que acabará o 13º salário e o abono de férias dos trabalhadores? Mourão atua para sabotar o 'mito'

Bolsonaro | Rui Costa Pimenta, principal dirigente do Partido da Causa Operária, disse na análise política que faz agora no sábado (29) pelo You Tube que Hamilton Mourão, vice de Jair Bolsonaro, na prática sabota a campanha do 'mito' e atua para favorecer Geraldo Alckmin (PSDB). Pimenta cita como exemplo de sabotagem da candidatura Bolsonaro as declarações de Mourão contra o 13º salário e o abono de férias dos trabalhadores. (Continua, após o anúncio).

Louco ou infiltrado?

"Que candidato, em sã consciência, a menos de 10 dias das eleições, iria declarar pela mídia que acabará o 13º salário e as férias dos trabalhadores?", indaga o analista, sugerindo que a fala de Mourão se deu no sentido de minar a campanha de Bolsonaro, e justamente num momento em que a grande mídia e as mulheres lançam fortíssimos ataques contra a candidatura do capitão reformado do exército. 

Pimenta diz que a única hipótese de Mourão não estar a serviço do Alckmin é somente numa outra hipótese de que ele Mourão é um louco. Será que Mourão é um louco? Parece que não. O mais certo é que atue para sabotar a candidatura de Jair Bolsonaro por dentro. (Continua, após o anúncio).

General manda em capitão

Desde que Jair Bolsonaro escolheu como seu vice um general, até porque ninguém se dispôs a compor a chapa do 'mito', muito se especulou que Bolsonaro, embora seja o cabeça de chapa, na verdade seria um mero coadjuvante num possível governo e na própria campanha. Os fatos indicam que tudo leva a crer que sim. Afinal, general é que manda em capitão.

Leia também: