DEFESA | Veja o perfil dos goleiros das seleções favoritas em 2018!

09/06/2018 15:11

Imagem ilustrativa: pixabay
Imagem ilustrativa: pixabay

COPA DO MUNDO | Um bom goleiro destrói a possibilidade do clímax de qualquer partida de futebol: o gol. Paradoxalmente, no entanto, ele é peça-chave de qualquer equipe. Com um goleiro frangueiro, por mais que uma equipe tenha bons atacantes, as chances de derrota são sempre grandes. Abaixo apresentamos — a partir de dados colhidos no site oficial da FIFA — o perfil dos defensores das seis seleções favoritas da Copa do Mundo de 2018. Os nomes dos times estão em ordem alfabética, ou seja, a posição não indica o grau de favoritismo de uma ou outra seleção.

Veja:


Manuel Neuer - Alemanha. Idade: 32 — Altura: 1,93 m

Manuel Neuer é considerado por muitos como o homem que revolucionou a posição de goleiro. Um estilo de jogo extremamente atento permite que ele funcione como um décimo primeiro outfielder. Ele foi premiado com a adidas Golden Glove por seu excelente trabalho no triunfo da Alemanha na última Copa do Mundo da FIFA no Brasil.

Depois de conquistar a Copa DFB em 2011, mudou-se para o Bayern de Munique, onde acumulou todos os títulos no clube., incluindo a Liga dos Campeões da UEFA e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA.

Tendo representado a Alemanha em vários níveis jovens, Neuer fez sua estréia internacional pela seleção principal em maio de 2009, e tem usado a camisa número 1 desde a Copa do Mundo de 2010. Anteriormente venceu o Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA, no Verão de 2009.

Nahuel Guzman - Argentina. Idade: 32 — Altura: 1,92 m

É apontado como dono de excelente senso posicional e de muita habilidade quando se trata de impedir que a bola chegue ao fundo das redes. 

Jogou pouco até agora pela equipe principal da Argentina. Nas eliminatórias, não participou de nenhum jogo. Porém, seu bom desempenho no campeonato mexicano lhe valeu a viagem à Rússia em 2018. Foi nomeado na equipe final após a lesão prematura de Sergio Romero.

Guzman jogou pelo seu país em todas as categorias juvenis e também participou da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA Finlândia 2003.

Alisson Ramsés Becker - Brasil. Idade: 25 — Altura: 1,93 m

Após a saída de Dunga, Alisson ganhou a confiança de Tite e se fixou como o goleiro número 1 do Brasil. Tem bom senso de posição e capacidade de liderança.

Ao lado de Neymar, participou da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA  na Nigéria em 2009. 

Ao ingressar na Roma, em meados de 2016, ganhou mais fama internacional e demonstrou excelente performance em defesa de seu time. Sob o comando de Tite, sofreu apenas três gols.

David de Gea - Espanha. Idade: 27 — Altura: 1,90 m

O goleiro da Espanha tem sido um grande destaque nos últimos tempos por conta de seus espantosos reflexos, que fazem dele um oponente formidável em situações de extremo perigo, quando o adversário está à beira das traves.

Com seu senso inato de posicionamento e altura, De Gea enche o gol, embora haja muito mais em seu jogo do que isso. Confortável com a bola a seus pés, ele usa seu poder com grande efeito na distribuição da mesma. É ótimo também no lançamento de contra-ataques, pois sua visão permite que ele se conecte de forma rápida com seus atacantes.

Hugo Lloris - França. Idade: 31 - Altura: 1,88 M

Na seleção francesa desde 2008, Hugo Lloris usa também a braçadeira de capitão. É considerado cabeça fria e serena dentro e fora do campo, algo muito bom para quem desempenha a importante e difícil missão de goleiro. O Tottenham Hotspur é seu clube atual, onde também é capitão.

Aparentemente imune à pressão, sua capacidade de lidar com bolas altas é igualmente impressionante. Em suma, o ex-zelador de Lyon será um dos principais destaques de Didier Deschamps na Rússia.

Jordan Pickford - Inglaterra. Idade: 24 — Altura: 1,85 m

A estréia de Jordan Pickford na seleção principal da Inglaterra se deu em novembro de 2017. Antes, atuou no sub-16 até o sub-21. 

Apesar de ser um pouco baixo para um goleiro, Pickford tem um grande alcance de de bola devido à sua excelente agilidade na hora em que tem que fazer uma defesa mais difícil. Certamente será um dos maiores destaques da seleção inglesa.


Leia também: