CUSTO DE VIDA | Salário mínimo no Brasil fere a Constituição Federal!

23/05/2018 14:06

Imagem: arquivo webnode
Imagem: arquivo webnode

Mínimo corresponde a menos de 1/4 do seu valor real

Você verá nesta matéria:

  1. Dados científicos sobre o valor que de fato o salário mínimo brasileiro deveria ser
  2. Custo real da Cesta Básica e o que isto representa na definição real do salário mínimo
  3. Tabela com o Custo de Vida em vinte capitais do País

ECONOMIA | Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - DIEESE, o salário mínimo nacional no último mês de abril deveria ter sido R$ 3.696,95. O DIEESE calcula o valor com base no custo real da cesta básica e no que reza a Constituição de 1988, que estabelece que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência. Como se vê, o salário mínimo atual de R$ 954,00 fere a nossa Constituição. (Ver mais abaixo tabela com custo da cesta básica em 20 capitais).

Custo de vida

Informa o DIEESE em seu portal que em abril a cesta mais cara foi a do Rio de Janeiro (R$ 440,06), seguida por São Paulo (R$ 434,80), Porto Alegre (R$ 430,29) e Florianópolis (R$ 426,73) 1 . Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 325,42) e Recife (R$ 333,11). (Veja tabela de capitais após anúncio).

O mínimo real de R$ 3.696,95, referente a abril, corresponde a 3,88 vezes o salário mínimo nacional, de R$ 954,00. Em março, tinha sido estimado em R$ 3.706,44, ou 3,89 vezes o piso mínimo do país. Em abril de 2017, o mínimo necessário era equivalente a R$ 3.899,66, ou 4,16 vezes o salário mínimo nacional daquele ano, correspondente a R$ 937,00.

Fonte: Dever de Classe

Leia mais...