Com rejeição nas alturas, Bolsonaro já admite derrota nas eleições! Leia e compartilhe...

25/09/2018 12:58

Bolsonaro prevê derrota. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil
Bolsonaro prevê derrota. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil

Com quase 50% de rejeição, Bolsonaro atribui sua iminente derrota a suposta fraude nas urnas eletrônicas

Bolsonaro | Pela chamada grande mídia do País e em vídeo que fez circular nas redes sociais, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) já admite derrota no pleito eleitoral de 2018. Para tentar justificar o antecipado fracasso, o candidato com rejeição nas alturas alega que "as urnas eletrônicas serão fraudadas" e prega a volta do voto impresso. Ou seja, defende algo improvável porque já percebeu que a maioria do povo brasileiro não o quer como presidente. Dizer que as "urnas eletrônicas" serão fraudadas é portanto o consolo encontrado para amenizar a dor da surra eleitoral que se aproxima.

Leia também:

Proposta de Bolsonaro leva professor que paga R$ 125,00 de IR a pagar mais de R$ 700,00, diz contadora!

Arrependidos, empresários lançam manifesto contra Bolsonaro e que sugere voto em Haddad! Leia e compartilhe...

Cresce em rejeição

Segundo última pesquisa do Ibope, divulgada ontem (24), Jair Bolsonaro já está com 46% de rejeição, com tendência a ultrapassar os 50%, em particular por conta do fortíssimo movimento #EleNão, liderado por milhões de mulheres em todo o País. É, de longe, o mais rejeitado no processo eleitoral, o que o torna presa fácil no segundo turno, sobretudo numa disputa certa com Fernando Haddad (PT), que cresceu muito nas últimas pesquisas e pode ultrapassá-lo ainda na primeira fase do processo eleitoral. Pelo Ibope, Bolsonaro está com 28%. Haddad, com 22%. No segundo turno, o candidato do PT tem 43%. O 'mito', 37%. É exatamente por não saber lidar com essa realidade que Bolsonaro divulga que sua derrota será por conta de fraude nas urnas eletrônicas. (Continua, após o anúncio).

Perde porque xinga e ameaça todo mundo

A altíssima rejeição de Bolsonaro, que será responsável pela derrota que já admite, é resultado do ódio pregado por esse candidato contra todos que, na avaliação tosca do 'mito', são seres inferiores. Ele já xingou e ameaçou negros, mulheres, gays, índios e pessoas com mentalidade progressista em geral. Diz também abertamente que é favorável à tortura e ao fuzilamento de opositores políticos. Além disso, é a favor de maus tratos a animais em rodeios e declarou que vai liberar a matança de bichos por esporte. Um monstrengo, enfim, como é qualificado por milhões de pessoas em todo o Brasil.

Leia também: